17/12/2007

Cabo Verde: Nova Operadora de Telemóveis - T+

Cabo Verde passa a ter a partir da próxima semana uma segunda operadora de celulares, a T+, que vai concorrer com o atual monopólio da Cabo Verde Telecom.

O presidente do Conselho de Administração da T+, Marco Bento, afirmou que a empresa vai apresentar "preços competitivos" e que pretende ser uma alternativa para as comunicações móveis.

"A T+ entra no mercado cabo-verdiano num contexto privilegiado, e assume-se como uma alternativa para as comunicações móveis em Cabo Verde. É uma resposta à insularidade do país, onde o setor das telecomunicações assume hoje um papel determinante no desenvolvimento", afirmou Marco Bento.

Inicialmente a nova rede móvel vai cobrir apenas a ilha de Santiago. A previsão é que até o segundo semestre de 2008 estenda sua cobertura a todo o território nacional.

Como faz parte de um grupo internacional, a operadora vai também apostar no serviço de roaming (celular funciona fora do país) e nas chamadas internacionais. Apesar de não anunciar ainda a tabela de tarifas, a T+ espera baixar progressivamente os atuais preços das chamadas internacionais em cerca de 50%.

Em relação às tarifas para o mercado nacional, acontecem ainda negociações com a Cabo Verde Telecom, sob a alçada da Agência Nacional de Comunicações (Anac), mas Marco Bento garante que "a intenção é mesmo baixar os preços".

Um dos objetivos da T+ é dobrar o número de usuários de celular no Arquipélago (hoje em torno de 150 mil), num prazo de três a quatro anos. A população mais jovem, com menos de 19 anos, é um dos segmentos da população que a T+ quer conquistar.

Além do serviço normal de telemóvel, a T+ vai também disponibilizar serviços de dados (como o GPRS). A T+ tem como parceiros a Teylium Telecom (que detém 70% do capital social), BNP Paribas, Banco Interatlântico, Ericsson, e o Banco Mundial.

A operadora, que foi licenciada em 2006 pela Anac, também tem como acionistas o Alexander Group Telecommunications, com base em Nova Iorque (15%) e Marco Bento, fundador da empresa (15%).

A T+ vai investir nos próximos três anos cerca de US$ 50 milhões (R$ 80 milhões), incluindo US$ 15 milhões (R$ 26,7 milhões) para 2007-2008. A operadora pretende criar cem postos de trabalho e 500 empregos indiretos.

4 comentários:

Anónimo disse...

OLA PESSOAL DE T+ ANTES DE MAIS GOSTARIA DE MANDAR BOAS FESTAS A TODOS E UM PROPERO ANO NOVO.E PARA SER FRANCA EU ADOREI A IDEIA DE TER UMA NOVA OPERADORA DE TELEMOVEIS,É, AGORA TUDO FICA MUITO MAIS FACIL PARA TODOS.GOSTARIA DE VOS PODER AJUDAR OFERECENDO OS MEUS SERVIÇOS.POSSOCONTAR COM VOSCO.ELI_LUXUS@HOTMAIL.COM

shell disse...

Bom ano novo de Portugal.
Saudações literárias.

Ricardo Sérgio disse...

Parabéns pelo blog, quero dizer que adoro Cabo Verde, com certeza um dia irei visitar está bela terra.

Caso queria verificar meu blog Faça a Diferença !!!
http://facaadiferenca.blogspot.com

Um blog do Brasil
Felicitações,
Rciardo Sergio

Anónimo disse...

olá
sou de são vicente e espero que vocês cheguem o mais depressa possível a são Vicente
Espero que marquem a diferença
Gostei muito da ideia de uma nova operadora em Cabo Verde, visto que a CVtelecom faz muitos abusos pelo facto de serem ainda os únicos
sucessos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...